Set 21

Duas dezenas de câmaras vão baixar ou manter o IMI

1074893

Há pelo menos duas dezenas de autarquias que decidiram baixar o Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) ou então manter a taxa que aplicaram este ano aos seus munícipes. O Diário de Notícias adianta que entre as câmaras que já decidiram como vão aplicar este imposto em 2017 estão Lisboa, Cascais, Loures, Sintra, Braga ou Vila do Conde.

Algumas câmaras optam por usar a margem de que dispõe para reduzir a carga fiscal dos proprietários de imóveis. Vila do Conde, por exemplo, vai baixar o IME de 0,45% para 0,43%. A Maia deverá baixar de 0,39% para 0,37%. Em Idanha-a-Nova, Mealhada, Lisboa e Viseu a taxa já está encostada ao limite mínimo, o,3%, algo que deverá manter-se.

Noutras está em cima da mesa manter a redução que foi aplicada no corrente ano.

As autarquias que adeririam ao IMI familiar (221 dos 308 municípios) deverão manter o benefício. À semelhança do que aconteceu o ano passado, a Autoridade Tributária e Aduaneira terá de informar os municípios sobre o número de famílias residentes que preenchem os critérios para usufruir deste benefício fiscal, que é de atribuição automática nas autarquias que decidem aderir.

De acordo com dados do Ministério das Finanças, citados pelo jornal, há neste momento 474.461 famílias que preenchem os requisitos necessários para serem abrangidas, menos 27 mil do que no ano passado.

Artigo visto em: Duas dezenas de câmaras vão baixar ou manter o IMI (Público)

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.